Encaramos e dobramos o gigante

O orgulho do “gigante” está ferido. A união e determinação dos rodoviários tornou pública a real imagem da Empresa Expresso Embaixador. E não é bem como eles a vendem publicamente. De bom moço é que eles não têm nada: são perseguidores para com os seus colaborados que ousam discordar de fatos desumanos dentro da sua linha administrativa.

Foi o que ocorreu com o colega-trabalhador e diretor do Sindicato, André Timm, motorista da Empresa há 16 anos.

André foi afastado do trabalho para instauração de processo de demissão por justa causa apenas por externar preocupação para com a necessidade de comunicação aos familiares do colega falecido Volmiro (vítima fatal de trânsito). A empresa o afastou sumariamente do trabalho, ficando o mesmo por quatro meses sem remuneração. É isso mesmo: quatro meses sem remuneração, sobrevivendo por conta da solidariedade da categoria rodoviária via campanhas organizadas pelo Sindicato.

Cuidado com a Lei da Mordaça!

Judicialmente, o Sindicato foi atrás dos direitos constitucionais do colega André. E também botou o bloco na rua para mostrar à população que por trás da “bela” imagem vendida pela Empresa há um monstro devorador de quesitos básicos dentro do contexto humanitário. A Justiça reconheceu a ação do Jurídico do Sindicato quanto à ilegalidade da arbitrária atitude da Empresa, a qual tentou atropelar os direitos sindicais-constitucionais do colega André. A população também conheceu um pouco dos seus famigerados bastidores.

Com a imagem arranhada, por seu próprio espinho, a “poderosa” aceitou ressarcir as perdas financeiras do colega André e o disponibilizou ao Sindicato, pagando a respectiva remuneração.

Desta forma o Sindicato obteve uma significativa vitória, na mediada em que André poderá dispensar um maior tempo para ouvir as reivindicações dos colegas e efetivar a devida fiscalização das ilegalidades, além de auxiliar o próprio Sindicato nas tarefas rotineiras da entidade.

O Sindicato JAMAIS abdicará da defesa dos interesses da categoria e seus representantes, e essa vitória reforça este entendimento!

“É uma vitória da união e força do Sindicato, contra a falta de bom senso da empresa. Significa, também, que continuamos nossa caminhada sem arredar pé da defesa da dignidade dos rodoviários por nós representados”, salienta o presidente em exercício, Claudiomiro Rosa do Amaral.

LEGENDA

SINDICATO foi à luta em defesa da democracia, transparência e liberdade sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =