Rejeitada proposta do Consórcio e aprovado indicativo de greve

Reunidos em assembleia na noite dessa terça-feira (12), os trabalhadores do transporte urbano e interdistrital de Pelotas rejeitaram a proposta apresentada pelo Consórcio do Transporte Coletivo de Pelotas (CTPC) e aprovaram indicativo de greve.

A classe patronal ofereceu 3,81% de recomposição da inflação sobre os salários e vale-alimentação. Não foi apresentada proposta com relação a reivindicação de criação de uma categoria funcional específica para os motoristas que acumulam função de cobradores.

Nesta quarta-feira (13) o Sindicato dos Rodoviários deve ingressar no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) com um pedido de mediação para solucionar o impasse com relação a criação da nova categoria funcional.

“A categoria está mobilizada e o Sindicato está tomando as providências cabíveis legalmente, como o indicativo de greve. Agora na mediação a ideia é chamar o Município e os empresários, com o objetivo de que, com a participação do Judiciário, reste estabelecido o reconhecimento da sobrecarga de atividades e responsabilidades acumuladas pelo motorista com a retirada do cobrador. Temos exemplos em todo o estado de reconhecimento dessa função e Pelotas não pode ficar pra trás”, afirma o presidente Claudiomiro do Amaral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 15 =