Audiência de mediação termina sem acordo

A audiência de mediação realizada no final da tarde dessa segunda-feira (18), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Porto Alegre e que reuniu representantes do Sindicato dos Rodoviários, do Consórcio do Transporte Coletivo de Pelotas (CTPC) e Prefeitura, terminou sem acordo. Uma nova audiência foi marcada para sexta-feira (23), às 10h30.

“As empresas não trouxeram proposta para nós. Dizem que não têm nada para oferecer, pois a tarifa não contempla oferecer algo para o motorista que acumula a função de cobrador. O Município, por sua vez, disse não poder colocar essa nova função dentro da planilha de custos, porque essa função ainda não existe e não está contemplada ainda na convenção coletiva”, explica o presidente Claudiomiro do Amaral.

Conforme Claudiomiro, a partir disso passa a ser prioridade do Sindicato incluir a nova categoria funcional na convenção coletiva.

Ainda, de acordo com Claudiomiro, o Ministério Público solicitou que a categoria não deflagre greve sem antes obter uma definição por parte das empresas, que pediram prazo para elaborar uma proposta.

“A negociação ficou aberta até a sexta-feira. Após isso vamos avaliar com a categoria os rumos que iremos seguir”, diz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + oito =